Evento em Pelotas: “Os Desafios da Construção Naval”

Na próxima quarta-feira, 6 de agosto, a Associação Comercial de Pelotas realiza reunião-almoço com o tema “Os Desafios da Construção Naval em Pelotas, Rio Grande e São José do Norte”. A palestra será proferida pelo Vice-Reitor da FURG e Coordenador da APL Naval, Danilo Giroldo.

Também participarão do evento, que tem início às 11h45min, os prefeitos dos três municípios: Eduardo Leite, Prefeito de Pelotas, Alexandre Lindenmeyer, Prefeito de Rio Grande e Zeny dos Santos Oliveira, Prefeito de São José do Norte.

A reunião-almoço será realizada no Salão Nobre da Associação Comercial de Pelotas, no 8º andar do Edifício Palácio do Comércio, localizado na Rua Sete de Setembro, 274, e tem apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SDET).

Os convites podem ser adquiridos na secretaria da ACP até o dia 4 de agosto, no valor de R$50,00 para sócios e R$ 60,00 para não-sócios da entidade. A partir de 5 de agosto, sócios pagam R$60,00 e não-sócios R$70,00. As reservas podem ser feitas pelo telefone 3028-1541 – Ramal 200.




Comentários

4 comments

  1. jorge martinez

    Já tava mais do que na hora da região sentar na mesa e conversar, e principalmente chegar a um resultado positivo com relação a área naval. Pararmos de perder os investimentos que poderiam hoje estar aqui rendendo empregos e renda para a região como um todo. Chega de polos navais que não passam de golpes eleitoreiros, e a desculpa é de que não temos áreas para colocarmos os sistemistas na região, só a nossa união que vai fazer o crescimento da metade sul.

  2. Rafael

    Grande comentário. Chega do bairrismo que serve só para atrasar o desenvolvimento. Não se pode negar a importância de cada cidade da região! O prefeito de Rio Grande poderia ser menos bairrista também e seguir o exemplo dos vizinhos. Existem grandes e importantes cidades na nossa região que sem dúvida são referências.

  3. Marcelo Silva

    Uma unidade de apoio ao polo naval em Pelotas seria bem vinda, a cidade não seria tão dependente do comércio e além de gerar empregos provavelmente atrairia investimentos para a região como um todo, a prefeitura pelotense tem a cabeça muito pequena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 19 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.