Aerogeradores de complexo eólico do Chuí serão construídos em… Guaíba (RS) e Suape (PE)

Com um investimento de cerca de R$ 100 milhões, a fábrica de Guaíba do grupo argentino Impsa deverá produzir os primeiros aerogeradores para parques eólicos ainda neste ano. E os equipamentos já têm destino certo: o complexo eólico Chuí, localizado no extremo Sul do Estado, que deve entrar em operação no primeiro trimestre de 2014.

Nesta semana, a Impsa fechou contrato com a Chuí Holding – formada pela Eletrosul e pelo Fundo de Investimentos em Participações Rio Bravo –, para fornecer 72 aerogeradores, com capacidade para gerar 144 megawatts. Enquanto a produção gaúcha não começa, parte dos equipamentos será fabricada na unidade de Suape (PE). O complexo do Chuí terá seis parques e geração anual de 587,7 mil megawatts hora de energia, suficiente para abastecer 280 mil famílias.

As obras da unidade da Impsa Wind, braço do grupo estrangeiro, devem começar em março e a previsão de conclusão é de no mínimo oito meses depois. Por enquanto, a empresa aguarda a concessão das licenças. A fábrica de Guaíba da companhia argentina terá capacidade para produzir 220 equipamentos por ano e deverá contar com mais de 20 fornecedores de suprimentos.

– Esta será considerada a nossa fábrica do Mercosul, devido à localização estratégica para aproveitar a boa qualidade dos ventos no Rio Grande do Sul e no Uruguai – afirma o vice-presidente da Impsa, José Luis Menghini.

Fonte: Élio Bandeira – Informe Econômico – Jornal Zero Hora
________________________________________________________  
Curta o Blog no Facebook 

Siga o Blog no Twitter
Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   

Comentários

6 comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.