Comentário da hora

Milton Friedman, economista norte-americano conhecido como um dos mais influentes teóricos do liberalismo econômico, costumava dizer que “there ain’t no such thing as a free lunch” (em uma tradução livre, algo como “não existe almoço grátis”). A expressão era utilizada para demonstrar que, para conseguir algo que você desejava, geralmente deveria abrir mão de outra coisa. Importante ressaltar: não significava escolher entre um objetivo e outro, mas equalizá-los de forma a maximizar o bem-estar

Lembrei disso ao circular, em Pelotas, na Avenida Fernando Osório e na Rua Professor Araújo (uma é continuação da outra). Em um trecho de aproximadamente 3 km uma faixa que antes era ocupada por carros e motos estacionados deu lugar, nos últimos meses, a ciclofaixa. 

Como presenciamos seguidamente, é possível que a obra tenha sido feita de forma apressada, vide algumas falhas que deverão ser corrigidas. Mas saúdo aqui sobretudo a quebra de paradigma. Saem os carros, entram as bicicletas. Em uma sociedade em que o automóvel é visto como símbolo de status, parece-me uma alteração relevante no pensamento comum.

 

 ________________________________________________________  
Curta o Blog no Facebook 

Siga o Blog no Twitter
Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.