BRDE DISPONIBILIZA ADIAMENTO DE DÍVIDAS

BRDE disponibiliza adiamento de dívidas e busca novas linhas de crédito para auxiliar empresas afetadas pelas enchentes

Com o objetivo de atenuar os prejuízos e auxiliar a retomada das empresas atingidas pelo maior desastre meteorológico da história do Rio Grande do Sul, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) está disponibilizando a suspensão por até um ano do pagamento de empréstimos para clientes cujas atividades foram prejudicadas pelas cheias. Ao mesmo tempo que possibilita o congelamento temporário das dívidas com a repactuação de contratos, conhecido como standstill, o banco vem trabalhando para ampliar a oferta de recursos para todas as empresas do Estado, especialmente para capital de giro e reconstrução das instalações.

Neste sentido, o BRDE está em tratativas com parceiros, tanto instituições nacionais como internacionais, com a finalidade de elevar o limite de crédito. “É um momento de calamidade nunca vivido no nosso Estado e ainda estamos numa etapa de proteção da vida. Mas precisamos, desde já, criar condições mínimas para que as empresas tenham o apoio para superar esse momento de crise extrema”, afirmou o vice-presidente e diretor de Operações do BRDE, Ranolfo Vieira Júnior. Ele salientou, também, que o banco tem a obrigação de agir de maneira solidária aos esforços que o governo do Estado já vem realizando em socorro à população gaúcha.

Para o diretor de Planejamento do banco, Leonardo Busatto, os efeitos da catástrofe na economia serão igualmente impactantes e devem se prolongar por um longo período. “Por isso, a parceria de todas as instituições financeiras terá um papel fundamental neste esforço, que precisa ser coletivo, para uma retomada das atividades. O empreendedor precisará de crédito para reerguer seus negócios, assim como as pessoas precisarão manter sua renda”, afirmou.

A diretoria do BRDE informa, ainda, que a prorrogação dos prazos de pagamento será analisada de maneira individualizada e, para tanto, a instituição está disponibilizando um único canal de contato a partir do e-mail: [email protected].

Comentários