PRESIDENTE DA LIFEMED É ELEITO UMA DAS 100 MAIORES LIDERANÇAS DA SAÚDE EM 2023

Evento que premiou Franco Pallamolla entre os 100 Mais Influentes na Saúde no Brasil ocorreu em São Paulo. Foto: Divulgação

Franco Pallamolla recebe a premiação na capital paulista. Foto: Divulgação.

A presidente da LIFEMED, Franco Pallamolla, foi homenageado na noite de terça-feira (12/12), em São Paulo, com a premiação “100 Mais Influentes da Saúde”, em evento organizado pelo Grupo Mídia em parceria com a revista HealthCare Management. O prêmio reflete o trabalho em prol da valorização, da qualificação e do desenvolvimento de iniciativas inovadoras.

A solenidade, também conhecida como o Oscar da Saúde, completou 10 anos em 2023. Neste ano, ocorreu em formato híbrido e contou com transmissão em tempo real pela internet. Entre os agraciados do prêmio estão os empresários Carlos Sanchez (Grupo NC), João Adibe (Cimed) e Ogari Pacheco (Cristália) e os CEOs Antônio Nasser (Baxter), Lorice Scalise (Roche) e Renato Carvalho (Novartis). Também foram premiados Antonio Barra Torres e Paulo Rebello, respectivamente, presidentes da Anvisa e da ANS; e Ana Estela Haddad, secretária de Informação e Saúde Digital do Ministério da Saúde.

LIFEMED

A Lifemed é uma empresa de capital 100% nacional, com mais de 40 anos de atividade no desenvolvimento de produtos, dispositivos e equipamentos médicos e hospitalares destinados ao setor de saúde e está presente em mais de 2000 hospitais brasileiros, públicos e privados.

Com duas modernas unidades de produção em Pelotas – RS e uma sólida matriz comercial em São Paulo, a empresa tem se destacado pelo investimento e expressivo crescimento em pesquisa e desenvolvimento e pela consolidação de importantes alianças estratégicas,visando também o competitivo mercado internacional. Seu desenvolvimento sempre foi pautado por iniciativas criativas e inovadoras, que resultaram em aquisições de empresas, parcerias, conquista de inúmeras certificações e reconhecimento por meio de diversas premiações dos setores hospitalar e industrial.

Comentários