95 ANOS DA FARSUL – ENTIDADE FUNDAMENTAL NO AGRONEGÓCIO DO RS

Ranolfo destacou a importância do agronegócio para a economia gaúcha no evento da Farsul – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Com a presença do governador Ranolfo Vieira Júnior, a terça-feira (24/5), marcou a solenidade de posse da diretoria executiva da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), dos conselhos administrativo e fiscal e da diretoria executiva do Senar-RS para a gestão 2022-2024. O evento ocorreu na casa NTX, em Porto Alegre.

Foram empossados na diretoria executiva o presidente, Gedeão Silveira Pereira; o 1º vice-presidente, Elmar Konrad; o 1º diretor administrativo, Francisco Lineu Schardong; o diretor financeiro, José Alcindo de Souza Ávila; o 2º diretor administrativo, Gilberto Schilling Moreira; e o 2º diretor financeiro, Paulo Roberto V. O presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), João Martins da Silva Júnior, empossou os diretores.

O governador destacou a importância do agronegócio para a economia gaúcha e a representatividade da Farsul para o setor. “A entidade é resultado da união do setor agrícola gaúcho e representa os interesses dos produtores. Desejo muito sucesso aos empossados na diretoria, pois o sucesso dos senhores é também o sucesso do Rio Grande”, disse Ranolfo.

Os investimentos históricos que o Estado está promovendo na área da agricultura por meio do programa Avançar foram detalhados pelo governador. “Estamos destinando R$ 277 milhões para a agricultura, sendo 73% desse valor para medidas de irrigação como construção de cisternas, microaçudes e perfuração de poços. São medidas concretas e queremos evoluir cada vez mais em políticas estruturais de irrigação e reservação de água”, afirmou Ranolfo.

A cerimônia também marcou a comemoração dos 95 anos da Farsul. Primeira federação de agricultura do Brasil, a Farsul foi criada em maio de 1927 para mobilizar os produtores rurais na busca por crédito e políticas voltadas à produção de charque no Estado.

O presidente do sistema Farsul, Gedeão Pereira, resgatou parte da história da entidade e do crescimento da agricultura nacional. “Não existe sistema mais representativo do produtor rural do que o nosso. Temos consciência do nosso tamanho”, afirmou Gedeão.

Ele disse que a Farsul, fundada em 1927 por pecuaristas, se adaptou com a passagem do tempo. A partir dos anos 90, a entidade passou a se preocupar também com a agricultura que começava a crescer no Brasil, contou. “Somente em 1999, a nossa agricultura pisou no mercado internacional e hoje é uma das maiores do mundo”, destacou o presidente da Farsul, que também exaltou o fato de as novas diretorias contarem com quatro mulheres, iniciativa inédita na história da entidade.

Comentários