VOOS DA GOL ENTRE PELOTAS E SP NA SEGUNDA QUINZENA DE JANEIRO DE 22

Pelotas deve começar a ter voos diretos a Guarulhos a partir da segunda quinzena de janeiro PATRICIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC

DO JORNAL DO COMÉRCIO – Patrícia Comunello

Tanto os passageiros pediram que as companhias aéreas começam a atender com maior oferta. Mais aeroportos do interior gaúcho terão voos diretos ligando as cidades com destinos fora do Estado. Hoje apenas Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, opera conexões para Campinas (Azul) e Guarulhos (Gol).
A série Plano de Voo, que percorreu 12 destinos aéreos comerciais dentro do Rio Grande do Sul, ouviu de usuários em diversas regiões a expectativa de ter as ligações que não precisam passar pelo Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. A demanda é maior para quem vem de fora do Rio Grande do Sul e não quer fazer conexão na Capital ou quem quer sair do Estado e agilizar a viagem.
Outra cidade que já poderia operar voos para fora, que é Passo Fundo, está com o aeroporto fechado para obras. A previsão é que até o fim de novembro a estrutura possa estar habilitada a voltar a receber aeronaves. Desde janeiro, o aeródromo está sem movimentação. A Gol está nas tratativas finais para começar a voar, em janeiro de 2022, de Pelotas para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, que é hub para abastecer a malha nacional da companhia. Depois, ao longo do primeiro semestre, entram na malha direta primeiro Uruguaiana e depois Santo Ângelo. Santa Maria virá no segundo semestre.
O calendário e enquadramento nas regras do incentivo estadual, que prevê redução do ICMS sobre o querosene de aviação com maior oferta de assentos e frequência, foram tratados em reunião com dirigentes da aérea, representantes do governo (Fazenda e Transportes) e o presidente da Comissão Parlamentar de Aviação Regional na Assembleia Legislativa gaúcha, o deputado Frederico Antunes, na semana passada.  A Gol havia anunciado, no começo do ano, que tinha a intenção de ampliar a malha. Em julho, chegou a projetar para dezembro. “A companhia está fazendo os ajustes finais com o governo e anuncia na próxima semana quando vai abrir a venda de bilhetes e as datas dos voos”, adianta o deputado. A previsão é de começar a fazer a conexão por Pelotas na segunda quinzena de janeiro. Serão usados jatos Boeing 737-300, com quase 150 lugares.
Santo Ângelo terá também Boeing. Já Uruguaiana e Santa Maria serão conectadas por aeronaves ATR 72, um bimotor turbo-hélice com 70 assentos. É o mesmo modelo que a Azul já utiliza nas ligações de Pelotas, Uruguaiana, Santa Maria e Santo Ângelo, só que ligando com Porto Alegre. O ATR é um avião vocacionado para aviação regional. A Azul anunciou em outubro a venda de passagens sem escalas entre Pelotas, Uruguaiana e Santa Maria para Florianópolis. Será uma oferta mais de temporada, para o verão, como já ocorreu em outros períodos. Santa Maria vai de 21 de dezembro a 29 de janeiro, com três frequências semanais. O voo terá duração de uma hora e 40 minutos.  A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, também está de olho nos benefícios dos voos diretos. “Hoje o empresário que toma a decisão de ir para o Centro do País gasta dois dias em deslocamento e, por vezes, apenas metade do dia na sua atividade”, cita ela, por nota. Outro efeito é para eventos e turismo regional, que, sem ligações aéreas direta para fora, acabam perdendo atratividade.   O prefeito de Uruguaiana, Ronnie Peterson Colpo Mello, não vê a hora da oferta começar. “Temos os free shops para atrair turistas”, diz Mello, citando ainda que a operadora CVC comunicou, no Festuris, em Gramado, que vai vender pacotes para a cidade. “Vamos precisar de mais voos para dar conta.”

Comentários