PROGRAMA PARQUE ATIVO E FACULDADE SENAC PELOTAS LANÇAM DESAFIO GASTRONÔMICO

Uma proposta de inovação gastronômica foi lançada pelo programa Parque Ativo do Pelotas Parque Tecnológico em parceria com a Faculdade Senac Pelotas. Visando a promoção do desenvolvimento de negócios, produtos e para homenagear a tradição doceira de Pelotas, o projeto “Desafio Gastronômico” será realizado entre os dias 15 e 19 de novembro, durante a Semana Global do Empreendedorismo, com um formato de evento Phygital.

O evento promoverá o desenvolvimento de negócios de alimentação para a criação de um produto alimentício na categoria doce de consumo individual, com preparação através de técnicas inovadoras e conexão com base tecnológica. Os participantes, em grupos, receberão conteúdos e mentorias e apresentarão o modelo de negócios e degustação do produto desenvolvido durante o desafio a uma banca avaliadora final.

O Desafio Gastronômico foi lançado durante a cerimônia de aniversário do Pelotas Parque Tecnológico no mês de setembro. Rosâni Ribeiro, Diretora Executiva do Pelotas Parque, explica que a motivação para propor o Desafio teve base na natureza doceira de Pelotas e no estímulo e fomento da economia criativa na região. “Durante os nossos cinco anos de atuação aqui no município, estabelecemos importantes parcerias institucionais que tem nos gerado muitos frutos, como o Desafio Gastronômico. Com esse projeto, queremos alcançar ainda mais pessoas com o nosso ecossistema para cada vez mais identificar novos talentos empreendedores e fortalecer a economia criativa de Pelotas e região”, finaliza ela.

Projeto Iconicidades
Além do lançamento do Desafio Gastronômico, a Escola Senac Pelotas também realizou, durante a cerimônia de aniversário, o anúncio da ocupação da Escola de Gastronomia da Instituição no antigo prédio do Banco do Brasil, em Pelotas. Através de uma parceria da Prefeitura Municipal de Pelotas e da Fecomércio-RS através do Projeto Iconicidades, do Governo Estadual, foi estabelecido o restauro do prédio, localizado em frente ao Largo do Mercado Municipal.

Construído em 1930, o prédio foi local de uma agência do Banco do Brasil e foi sede da Secretaria Municipal de Finanças, e estava há mais de 20 anos desativado.

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural. Possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC, destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos.

Comentários