ESPECIAL DE DOMINGO: PELOTAS PARQUE TECNOLÓGICO RECEBE PROGRAMA DE INOVAÇÃO E ENSINO NO PEDAL E NOVA PARCERIA PARA A CICLOVIA DA INOVAÇÃO

O Pelotas Parque Tecnológico recebeu da Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana (SGCMU) de Pelotas o projeto denominado “Programa Inovação e Ensino no Pedal”. A iniciativa, que possui apoio da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação (SDETI)  e da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito  (STT), integrará durante os próximos meses as ações de mobilidade da Ciclovia da Inovação, projeto promovido  pelo  Pelotas Parque e parceiros. O projeto também teve um novo parceiro anunciado, a Tera Informática.

O programa possui eixos que abordam sugestões de campanhas educativas, de incentivo ao compartilhamento de bicicletas e ao financiamento para a compra de novas unidades. De acordo com a SGCMU, o Mapeamento Bici Rotas e a sinalização das ciclovias pelo município  são os principais objetivos do plano, que pretende interligar rotas de interesse turístico, tecnológico e educacional da cidade.

“Pensamos na possibilidade de ampliar o sistema cicloviário e incentivar parceiros a instalar bicicletários e paraciclos internos mais protegidos. É uma forma de entusiasmar a comunidade a utilizar as bicicletas e de incentivar a segurança para a utilização das ciclovias e ciclorrotas no município”, destaca Flávio Ferreira, Secretário de Gestão e Mobilidade. O Programa também salienta as ações pertinentes ao Plano de Mobilidade Urbana Municipal, aprovado em 2019, integrando os processos junto à coordenação do Pelotas Parque.

Rosâni Ribeiro, Diretora Executiva do Pelotas Parque Tecnológico, destaca a importância da ação para ampliar os projetos relativos à Ciclovia da Inovação. “Prevemos a implementação de iniciativas de sinalização, de campanhas de incentivo ao uso das bicicletas e da promoção do Selo Amigo do Pedal. Através das sugestões que a secretaria fez nesse projeto, também gostaríamos de articular com parceiros e empresas algumas iniciativas como workshops com temas de interesse sobre a pauta, e ações de incentivo aos circuitos de grupos de usuários das bicicletas na cidade”, explica.

Nova parceria
Além das novidades do programa, a Ciclovia da Inovação anunciou mais um parceiro: a empresa de soluções em tecnologia Tera Informática, que aderiu às atividades de confecção de mochilas com o logo do projeto. A ação também teve engajamento da empresa Rabassa Seguros. De acordo com o proprietário da Tera, Roger Silva, o apoio financeiro foi o principal objetivo da parceria, visando a ampliação das ações da Ciclovia da Inovação em Pelotas.

Para Rosâni Ribeiro, com a adesão de novas empresas parceiras, junto à união da sociedade civil e das universidades, as soluções e ideias criadas no ecossistema do Pelotas Parque serão cada vez mais viáveis. “Ficamos felizes de receber empresas que somam aos nossos projetos e auxiliam para a construção de uma cidade mais sustentável e inovadora através das ações realizadas aqui no Parque”, finaliza a Diretora.

Ciclovia da Inovação
A Ciclovia da Inovação é um projeto do Pelotas Parque Tecnológico em conjunto com parceiros que visa consolidar Pelotas como um polo tecnológico com a primeira rota ligando o Pelotas Parque, Universidades, empresas e demais ambientes de inovação. O projeto deve beneficiar um público de cerca de 35 mil alunos universitários e técnicos de Pelotas, cerca de 4 mil servidores e usuários vinculados às Universidades, e o público em geral. Com objetivos ligados à promoção da saúde da população, a sustentabilidade ambiental e a mobilidade urbana, o projeto propõe fortalecer a marca de Pelotas como a cidade das ciclovias.

A Ciclovia da Inovação tem a coordenação do Pelotas Parque Tecnológico, com apoio da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação; Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana; Associação Comercial de Pelotas; SEPRORGS; SEBRAE;  Universidade Federal de Pelotas, Universidade Católica de Pelotas, Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas,  Faculdade Anhanguera e IFSUL – Instituto Federal Sul-Rio-Grandense; e com apoio do Grupo Pedal Domingueira e das empresas Rabassa Seguros, Tera Informática, Bikepel, Bicileva, Co.Place, J.L. Casarin, Cluster, Connection, Jubatus, Vouconstruir, Verità Care  e Reverso Comunicação.

Empresas e instituições interessadas em apoiar o projeto podem aderir pelo formulário no link : https://forms.gle/36DptrzF5YSwvSKFA

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural.  O parque possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC, destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos.

Comentários