ESPECIAL DE DOMINGO: PORTO DE PELOTAS NA LISTA DAS DESESTATIZAÇÕES

Leilão marcado para ocorrer no dia 9 de abril deve definir empresa que irá operar o local pelos próximos 10 anos.

Leilão marcado para ocorrer no dia 9 de abril deve definir empresa que irá operar o local pelos próximos 10 anos

O Porto de Pelotas consta na lista de desestatizações publicada pelo governo federal no Diário Oficial da União (DOU) nesta semana. O decreto presidencial qualifica empreendimentos rodoviários, portuários e aeroportuários para o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

O terminal portuário, situado na região sul do Rio Grande do Sul, é a única estrutura gaúcha que consta na lista divulgada na última terça-feira (23). Um leilão irá ocorrer no dia 9 de abril para a escolha da empresa que irá operar o local pelos próximos 10 anos. O investimento previsto é de R$ 16 milhões na malha portuária, o que amplia a possibilidade de novos empregos no município.

Desde 2015, o porto de Pelotas vem sendo utilizado pela CMPC, uma das principais empresas de celulose da América Latina. O vínculo entre o porto e a empresa, assinado em 2015, é regido por um contrato de uso temporário.

O Porto de Pelotas tem atualmente quatro acessos: rodoviário, pelas BRs 392 e 471; ferroviário, marítimo e fluvial, e por isso desperta interesse de empresas privadas.

Comentários