PORTO DO RIO GRANDE E SEU NOVO CALADO

Após cinco anos e com a remoção de mais de 16 milhões de metros cúbicos de sedimentos, o calado operacional do chamado canal interno do Porto de Rio Grande, onde estão os terminais portuários mais importantes e com o maior fluxo de cargas, passou de 12,8 metros para 15 metros (mais do que o previsto inicialmente, que era 14,5 metros). Com isso, o complexo passa a receber embarcações de até 366 metros – uma diferença de 29 metros em relação à capacidade anterior, de 337 metros.

O contrato original da dragagem foi assinado em julho de 2015 e o consórcio vencedor da disputa para realizar o serviço foi formado pelas empresas Jan de Nul do Brasil e Dragabrás, que fecharam na época o acordo por R$ 368,6 milhões (recurso proveniente da União). Porém, conforme informações do governo federal, o aporte final ficou próximo de R$ 500 milhões. Foi um dos destaques de 2020 para a economia do Rio Grande do Sul.

Comentários