ESPECIAL DE DOMINGO: MOVIMENTO PARA RECUPERAR O VAREJO É APRESENTADO

 

Criado para apoiar a retomada do pequeno varejo, o Movimento Nós foi apresentado, na sexta-feira (21/8), ao governador Eduardo Leite. Em videoconferência, representantes das oito principais companhias de alimentos e bebidas do país explicaram como funcionará o projeto, que pretende auxiliar 20 mil estabelecimentos do pequeno varejo no Rio Grande do Sul.

Para Leite, esse tipo de iniciativa reforça o entusiasmo diante de parcerias com a iniciativa privada. “Trata-se de retomar a confiança do empreendedor na capacidade de superação e de retomada, e também dos próprios consumidores de poderem frequentar os locais com as regras estabelecidas de controle sanitário. Retomar esse giro da economia envolvendo os pequenos também é muito importante para que possamos sofrer menos”, disse.

O movimento pretende contribuir com a distribuição de kits formado por álcool gel, máscaras e materiais informativos, divulgação de informações relevantes aos varejistas, condições especiais para reabastecimento e campanhas para atrair o consumidor ao comércio local. O projeto já está em andamento em Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro.

Projeto de companhias de alimentos e bebidas pretende auxiliar 20 mil estabelecimentos do pequeno varejo no Rio Grande do Sul – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

“Devido à pandemia, todas as empresas, principalmente aquelas que trabalham com varejo, tiveram de repriorizar as atividades, o que resultou em uma retração de mais de 70% no pequeno varejo. Vimos uma oportunidade de ajudarmos de forma coletiva e darmos condições diferenciadas para que o pequeno varejo possa se reabastecer e, assim, evitar que muitos fechem”, disse o diretor de Relações Governamentais da Coca-Cola Brasil, Victor Bicca Neto.

“Se antes da pandemia tínhamos como característica de nossa gestão o diálogo, com a Covid, reforçamos essa postura. A parceria com o Movimento Nós é relevante para informarmos às empresas sobre o andamento do modelo de Distanciamento Controlado, assim como perceber como o mercado é afetado pela crise”, explicou o secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Claudio Gastal.

A coalização entre as empresas foi lançada oficialmente no dia 2 de junho. O movimento conta com participação da Ambev, Aurora Alimentos, BRF, Coca-Cola Brasil, Grupo Heineken, Mondelez International, Nestlé e PepsiCo. Juntos, devem investir mais de R$ 370 milhões e, assim, ajudar cerca de 300 mil pequenos comércios, que empregam cerca de 1 milhão de pessoas, em todo o país.

Gerente de Relações Corporativas da Ambev, Filipe Barolo destaca que a ideia é estender o braço. “Sabemos que todo mundo tem um gás a mais para entregar. Às vezes, a pessoa está tão desanimada que essa energia que estamos colocando na junção das empresas vai dar um gás em todo mundo, inclusive em clientes que pensavam em fechar”, relatou.

Também participaram da reunião, realizada por videoconferência, os secretários Marco Aurelio Cardoso (Fazenda) e Ana Amélia Lemos (Relações Federativas e Internacionais).

Comentários