COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 24.12.2019

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Nota 10 – O empresário e presidente do Centro das Indústrias de Pelotas, Amadeu Fernandes, passará a coordenar, a partir de 2020, a Aliança Pelotas em substituição ao engenheiro Ricardo Ferreira.  O trabalho do novo coordenador continuará voltado à mobilização em defesa de mais recursos federais para o término das obras de duplicação da BR 116; a retomada de investimentos e da competitividade do Porto de Rio Grande e a intensificação das atividades em conjunto entre as nove entidades de representação empresarial que compõem a Aliança Pelotas. Excelente escolha!

***

2020 – Ficou para o ano que vem a definição sobre o projeto da usina a gás natural liquefeito (GNL) em Rio Grande. Estava prevista para a semana passada a análise da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) do pedido de reconsideração interposto pela Termelétrica Rio Grande S.A., pelo governo do Estado, pela prefeitura de Rio Grande e pela Fiergs quanto à revogação da autorização do empreendimento. No entanto, o diretor da Aneel Efrain Cruz pediu vista do processo e, como era a última reunião deste ano, a decisão ficará para 2020. O projeto foi originalmente conduzido pelo grupo gaúcho Bolognesi, que possui um acordo de transferência dos direitos da térmica para a espanhola Cobra, que depende da homologação da Aneel para ser confirmado. O cronograma do contrato da usina de 1.238 MW de capacidade instalada previa a operação da planta até janeiro de 2019, mas depois esse prazo foi estendido para o começo de 2021. O complexo contempla ainda um terminal de GNL. O investimento total é de R$ 3 bilhões.

***

Sempre ela – A duplicação da BR-116 deve ter mais 11 km liberados em trecho situado entre Cristal e São Lourenço do Sul. De acordo com o Dnit, são seis quilômetros em Cristal e cinco em São Lourenço do Sul. Ainda este ano foram liberados os primeiros 47, de um total de 221 quilômetros. Há a possibilidade de que seja concluído ainda oito quilômetros em Turuçu no início do ano que vem. Trechos que chegaram a ter conclusão anunciada para o final deste ano devem ficar para o primeiro trimestre de 2020. A expectativa para este período é a liberação de outros 17 quilômetros. Serão cinco em Barra do Ribeiro e dois segmentos em Camaquã, com nove e três quilômetros. A duplicação deve estar concluída até o final de 2021. Ufa!

***

Devagar mas avançando – As Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Agricultura (CRA) aprovaram projeto que facilita a aquisição de terras por pessoas físicas e jurídicas estrangeiras. O Projeto de Lei (PL) 2.963/2019, que regulamenta o artigo 190 da Constituição federal, segue agora para a análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que terá decisão terminativa, ou seja, final no Senado. De autoria do senador Irajá (PSD-TO), o projeto tem o objetivo de estimular a economia no campo e foi batizado pelo autor de “Terra para + Empregos + Alimentos”. Além da venda, a proposta também regulamenta o arrendamento de propriedades rurais brasileiras por pessoas físicas e jurídicas de outros países. Finalmente!

***

Obrigado – Aproveito a coluna desta véspera de Natal para desejar um Feliz Natal aos leitores da ‘Caminhos da Zona Sul’. E também para agradecer a Azonasul – Associação dos Municípios da Zona Sul – pela deferência com o troféu ‘Destaque Comunicação Regional, por ocasião dos festejos de encerramento do 55º Ano da entidade. Obrigado!

***

Até a próxima!




Comentários