COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 04.06.2019

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Comércio Exterior – A FIERGS, em parceria com a Sociedade de Fomento Fabril do Chile (Sofofa) e a Embaixada do Brasil em Santiago, está coordenando uma missão empresarial àquele país, desde ontem até 7 de junho, com o objetivo de fortalecer e ampliar as relações institucionais, comerciais e de investimentos. O presidente da FIERGS lidera a comitiva de 40 pessoas, ao lado de outros empresários industriais, com a participação do governador Eduardo Leite e secretários de Estado. A agenda é composta de seminário bilateral, rodadas de negócios, reuniões estratégicas e visitas técnicas a indústrias locais. Dentre os mercados prioritários, o Chile se destaca por ser um país com alto grau de abertura econômica tanto para o comércio quanto para os investimentos. Outro fator importante é a assinatura, no final do ano passado, do Acordo de Livre Comércio Brasil – Chile, voltado para dar maior impulso aos investimentos e as trocas de produtos entre ambos os países além de servir como aproximação entre os blocos do Mercosul e da Aliança do Pacífico. O diretor geral de Relações Econômicas Internacionais do Ministério de Relações Exteriores do Chile, Felipe Lopeandía, que foi o principal negociador do Acordo, será um dos palestrantes no Seminário que também contará com a apresentação do presidente da FIERGS e do governador Eduardo Leite.

***

Tecno – Durante a recente edição da Expoarroz, com objetivo de discutir sobre as novas tecnologias, os desafios, os problemas e as soluções de inovação, a Vetorial esteve em visita à Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC); à Granja Quatro Irmãos; à Associação Nacional de Criadores “Herd-Book Collares”; e a Garten Engenharia. Estes encontros vão resultar, posteriormente, em soluções voltadas para os desafios apresentados para cada instituição. Além da palestra “Huawei Cloud – Tecnologia para uma Agricultura Inteligente”, promovida no segundo dia de evento, a Vetorial também recebeu a visita dos embaixadores da Namíbia, Quênia e Tanzânia, que estiveram no Brasil em Missão Oficial dos três países africanos, e visitaram a feira em busca de tecnologias para plantação de arroz no continente.

***

Mercado – A Assembleia Legislativa aprovou os nomes que vão compor a nova diretoria do Banrisul. Para a presidência do Banco foi aprovada a indicação de Cláudio Coutinho Mendes. As diretorias serão ocupadas por Osvaldo Lobo Pires (diretor de crédito), Raquel Santos Carneiro (diretora jurídica), Marcos Vinícius Feijó Staffen (diretor financeiro), Claise Muller Rauber (diretora da área de risco) e Fernando Postal (diretor comercial). Eles já estão aptos a tomar posse. Depois de passar quatro sessões na ordem do dia e de enfrentar ofensiva da oposição e de dissidentes da própria base, o projeto com as indicações do Executivo para a nova diretoria do Banrisul foi aprovado com 31 votos favoráveis e 15 contrários. O mercado reagiu favoravelmente a a aprovação e imediatamente as ações do Banrisul subiram.

***

RG – O projeto ‘Tá em Pauta’, da Câmara de Comercio do Rio Grande, recebeu o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Silveira, que abordou o panorama do mercado internacional com a Ásia, tema diretamente de interesse do porto gaúcho. O evento contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS, Ruy Irigaray e o presidente da entidade, Antônio Carlos Bacchieri Duarte abriu o evento observando que o agronegócio é o motor de desenvolvimento do nosso país e que o momento da presença do presidente da Farsul era extremamente oportuno pela relação regional da agricultura e pecuária na metade sul e sua importância econômica pra região. Gedeão apresentou os dados relativos ao enriquecimento do povo chinês que caiu de 29% de pobres em 2001 para 1% em 2017, com um aumento de 353% da classe média no mesmo período. Para ele, existem muitas oportunidades para o agronegócio tendo em vista o aumento populacional, expansão da classe média e maior quantidade de pessoas adultas no país asiático. O presidente da Farsul mostrou que o consumo mundial de alimentos em 2026 deverá ser de 457 milhões de toneladas de grãos e reforçou a necessidade de o Brasil olhar menos para a Europa e mais para a Ásia porque o futuro do Brasil está lá e o deles como futuro nutricional está aqui, concluiu.

***

Até a próxima!




Comentários