EXPOARROZ TECH 2019 ENCERRA COM PÚBLICO RECORDE ABRINDO NOVOS MERCADOS

    Encontro teve diversas palestras. Foto: Rafael Takaki

    A feira, que aconteceu entre os dias 14 e 16 de maio, reuniu a cadeia de produtiva do arroz no Centro de Eventos em Pelotas/RS

    Entre os dias 14 e 16 de maio, a Expoarroz Tech 2019 reuniu a cadeia produtiva do arroz em Pelotas/RS, para debater tecnologias, nutrição, produção e fomentar negociações para o setor. O volume de negócios chegou à marca de R$ 85 milhões em expectativa de negócios para os próximos 12 meses. A quantidade de público também foi recorde: cerca de 14,5 mil pessoas passaram pelos corredores do Centro de Eventos durante a feira. Abordando os ganhos de economia e otimização oferecidos pelas novas tecnologias, a Expoarroz Tech 2019 novamente alcançou o sucesso, fortalecendo o setor orizícola em nível nacional, e confirmando a sua 7ª edição.

    “A Expoarroz 2019 superou as nossas melhores expectativas. Ficamos muito contentes com a evolução gradual da feira”, aponta Guilherme Schuch, Coordenador da Expoarroz Tech. Durante os três dias de evento, as negociações foram intensas, e geraram resultados em nível nacional e internacional para o setor. O evento contou com cerca de 100 estandes de empreendimentos nacionais e internacionais, apresentado máquinas, serviços e demais produtos para a cadeia. Em 2019, o ambiente destinado aos expositores teve um aumento de 15%, abrindo espaço para novas empresas apresentarem seus produtos.

    Avaliando a Expoarroz Tech 2019, Guilherme mostrou-se satisfeito com os resultados da feira, que trouxe impactos não apenas para setor orizícola, mas também para a rede hoteleira e o comércio municipal. Ele afirma que a Expoarroz é uma referência para produtores, indústrias e fornecedores do setor, e que a cada edição fortalece a cadeia produtiva do arroz.

    “Agradecemos aos patrocinadores e apoiadores, que acreditam neste evento, e aos expositores, que compram a nossa ideia e trazem os temas do mercado para a Expoarroz”, aponta Guilherme, que deixa o convite para que seja renovada esta parceria na próxima edição. “Certamente buscaremos nos reinventar na 7ª edição da Expoarroz, e assim sucessivamente”, encerra.

    Em sua 6ª edição, a Expoarroz foi marcada pela tecnologia, que teve lugar de destaque durante o evento, comprovando os benefícios da união entre o agronegócio e a tecnologia, que otimiza e gera ganhos econômicos para produtores e indústria. As novidades tecnológicas também fizeram parte dos seminários e painéis realizados durante a feira: pela primeira vez a modalidade de palestra silenciosa foi aplicada no auditório principal da Expoarroz.

    Ao longo dos três dias, foram mais de 24h de conteúdo voltado para o setor, distribuído entre palestras, oficinas, seminários e painéis. O coordenador da feira avaliou positivamente a programação, e apontou que a tecnologia aplicada no auditório (palestras silenciosas com fones de ouvido para os participantes) gerou o dobro de tempo e conteúdo na programação, trazendo ainda o ganho de networking entre os espectadores e visitantes.

    Visitas internacionais – Os embaixadores da Namíbia, Quênia e Tanzânia, que estiveram no Brasil em Missão Oficial, participaram da Expoarroz Tech 2019, consolidando uma relação direta de negociação entre o setor orizícola Brasileiro, e os países africanos. Ao todo, representantes de 15 países estiveram nos corredores realizando negociações e prospectando com as empresas presentes na feira.

    Decreto  – O legado deixado pela Expoarroz ultrapassa o valor econômico: durante a 6ª edição do evento, a Prefeita Municipal de Pelotas, Paula Mascarenhas, assinou o decreto que passa a incluir a farinha de arroz na merenda das escolas municipais. O ato, realizado no dia 14 de maio, foi mais um passo para a valorização e reconhecimento do arroz produzido na região, segundo busca o Programa de Valorização do Arroz (Provarroz), do Instituto Rio-grandense do Arroz (IRGA), patrocinador master da Expoarroz Tech 2019.

    Reunião de entidades – Na manhã de quinta-feira (16/05), a Assembleia do Sindarroz/RS reuniu os operadores do setor industrial de arroz do Rio Grande do Sul, e, simultaneamente, realizou uma reunião para discutir o panorama do beneficiamento de arroz do estado. O encontro buscou alternativas para fortalecer o processo de industrialização do arroz, para melhorar a competitividade do produto gaúcho no abastecimento dos mercados interno e externo. O presidente do Sindicato da Indústria do Arroz no Estado do Rio Grande do Sul (Sindarroz), Thiago Barata, avaliou positivamente o encontro que reuniu mais de 70 representantes de indústrias: “Foi uma reunião produtiva, com grande participação, em que pudemos discutir a abertura do mercado mexicano, que compra mais de 800 mil toneladas/ano de arroz”.




    Comentários