DRAGAGEM COMPLETA UM MÊS

Completou na última quinta-feira, 29, um mês de atividade da dragagem de manutenção do canal de acesso ao Porto do Rio Grande. Até o momento, foram dragados cerca de 1,7 milhões de metros cúbicos de sedimentos. A obra foi contratada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e está sendo realizada pelo consórcio formado entre as empresas Dragabrás e Jan De Nul.

“Um mês de obra e fazemos uma avaliação muito positiva do andamento da operação. Os pontos mais críticos de assoreamento foram o enfoque do consórcio nesse primeiro momento e já é possível dizer que o resultado é de mais segurança na navegação”, afirma o diretor superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco. Até o final do dia 28 de novembro, haviam sido dragados 1.699.283 m³, o que mostra que o contrato já teve 10% de sua execução.

Foram 191 ciclos de dragagem nesse período em que a draga realiza o processo de sucção dos sedimentos que estão no fundo e o despeja no sítio de descarte licenciado e aprovado pelo Ibama, cerca de 20 km da costa. “A Superintendência possui fiscalização em tempo integral dentro da draga. Um trabalho 24 horas por dias do corpo técnico da SUPRG. Fique registrado que toda a fiscalização está ocorrendo com os servidores da casa para que o processo tenha o máximo de qualificação”, garante Branco.

Meio Ambiente

A Divisão de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do porto realiza intenso trabalho acompanhando os muitos programas ambientais que estão implantados para garantir o cumprimento da Licença de Operação do complexo portuário, o que inclui itens específicos para a dragagem do canal. “Um dos principais programas é o Sistema de Monitoramento da Costa Brasileira – SiMCosta que está acompanhando tudo o que acontece no ambiente do canal de acesso e da praia”, afirma Branco.

Dragas

Até o momento, a operação de dragagem foi realizada pela draga Pearl River que tem capacidade de cisterna para até 24 mil metros cúbicos de sedimentos. Na sexta-feira, 30, deverá atracar no Porto Novo, a draga Kaishuu que está se deslocando do Rio de Janeiro. Ela deve entrar em operação no dia primeiro de dezembro. As duas devem operar simultaneamente na obra.




Comentários