CELULOSE RIOGRANDENSE MOSTRA MELHORIAS E NOVOS EQUIPAMENTOS NO PORTO DE PELOTAS

entrega obra SHP - Celulose Riograndense - Credito NAURO JUNIOR (5) - Cópia

Em parceria com a Sagres Agenciamentos Marítimos e com a Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), a empresa finalizou a construção do novo prédio operacional, da balança de pesagem da SPH e do Espaço de Apoio para Operações. As estruturas fazem parte de contrapartida do Contrato de Uso Temporário (CUT) que regulamenta o uso, pela Celulose Riograndense, de 23.500m² de área do Porto para instalação do Terminal de Toras de Madeira. Além dos investimentos no Porto Público, o projeto prevê a estrutura para o Terminal de Toras (TTP) e a revitalização da orla portuária.

Diretor de Projetos da Celulose Riograndense, Otemar Alencastro, prevê que, com o início das operações no Porto de Pelotas, a empresa passará a ter, anualmente, uma movimentação no modal hidroviário de quase 3 milhões de toneladas de carga (1,2 milhão de toneladas de madeira transportadas de Pelotas a Guaíba + 1,7 milhão de toneladas de celulose de Guaíba até Rio Grande): “Estamos viabilizando um modal importantíssimo, que traz à cidade de Pelotas a sua vocação original”, salientou. O chefe da divisão do Porto de Pelotas – DIPPEL, Cláudio Oliveira, falou da importância dos novos equipamentos, lembrando que a antiga balança já estava há 42 anos em operação: “Estas obras que estão sendo entregues são a garantia de funcionalidade do Porto neste novo momento. É a concretização de um sonho. O futuro do Porto de Pelotas começa hoje”. Até novembro, também serão entregues a nova oficina mecânica e a nova sede para a Associação dos Servidores Hidroviários. As obras do Terminal de Toras estão em andamento e a previsão é de que até o final de setembro estejam concluídas.

SERÃO EXECUTADAS AS SEGUINTES AÇÕES NO TTP:

  • – Preservação do patrimônio cultural, com a manutenção da fachada do prédio existente;
  • – Sistema de Proteção de Descargas Atmosféricas;
  • – Benfeitorias no entorno público:
  • – Arborização dos passeios
  • – Muro de contenção sonora
  • – Iluminação noturna
  • – Recuperação do passeio público
  • – Benfeitorias internas no Terminal de Toras do Porto Público:
  • – Duas novas balanças rodoviárias de última geração
  • – Scanner para medição de volume de carga
  • – Prédio para estrutura operacional e administrativa de apoio
  • – Guarita de vigilância
  • – Terraplenagem, nivelamento do terreno, pavimentação e arruamento
  • – Reformas no Armazém A1
  • – Reforma de cercas e muros
  • – Sistema de drenagem pluvial
  • – Sistema de água potável
  • – Sistema de esgoto
  • – Sistema elétrico e de dados;
  • – PPCI, com sistema de hidrantes.



Comentários