COMEÇA INSTALAÇÃO DOS PILARES DA NOVA PONTE EM PIRATINI

    O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) começou, nesta semana, a construção dos pilares da nova ponte do Costa, na ERS-702. A estrada é o principal acesso a Piratini, ligando o município à BRS-293, no Sul do Rio Grande do Sul.

    A obra da nova travessia sobre o rio que leva o nome da cidade deve ser concluída ainda este ano. Ao todo, serão investidos R$ 6,3 milhões, com recurso proveniente da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

    “Ano passado, demos a ordem de ínicio junto ao governador José Ivo Sartori e o secretário Pedro Westphalen para que possamos atender a essa demanda de Piratini e da região”, lembrou o diretor-geral do Daer, Rogério Uberti.

    “O departamento comprometeu-se com essa questão e vai entregar à comunidade uma ponte que vai possibilitar eliminar a atual, que é uma estrutura metálica antiga, de uma pista apenas e com restrição de tráfego para veículos pesados”, complementou.

    A primeira etapa para a construção da nova ponte foi a limpeza do terreno e a preparação do canteiro de obras. Após, foram feitas as escavações necessárias à instalação das fundações dos pilares, que começaram a ser concretados na última semana.

    Outras ações fundamentais para a finalização da ponte do Costa ocorrem na fábrica de pré-moldados, onde são confeccionadas as principais vigas da superestrutura e das pré-lajes. Hoje, 30% desses componentes estão prontos para ser, posteriormente, transportados até a ERS-702.

    “A montagem está avançando, mas enquanto não for terminada a estrutura, conservaremos a antiga para que a população possa transitar com segurança”, ressaltou Uberti. Ele garante que o Daer faz manutenções periódicas na atual ponte. Em 2017, por exemplo, foi feita a substituição das chapas metálicas e a renovação da pintura, além de reparos no pavimento.

    Essa e outras ações são realizadas pela equipe da 7ª Superintendência Regional do Daer, com sede em Pelotas, que conta com o apoio, quando necessário, da Superintendência de Obras de Arte Especiais (SOA).




    Comentários